domingo, 15 de fevereiro de 2009

Voar cansa


Por detrás do sol, perto da escuridão, há uma sombra que procura o teu chão. Voar também cansa, o sonho tem a brevidade de uma ilusão, a magia é apenas um instante.
Devolve-me o cheiro a terra molhada, aconchega-me às pedras frias da tua calçada, deixa-me ser o sol que procuras, a mão que te alisa o cabelo, a voz que te espera ao fim do dia…

57 comentários:

Branca disse...

Bonito demais...

Belos poemas e belas imagens vc tem aqui!


Ótimo dia pra vc,
bj.

Pjsoueu disse...

Cotovia:)

Se, no sonho o toque das "almas" são aparentemente efémeras, e a ilusão um voo de ave, o pisar a terra é tocar o corpo de quem ama.. cheirar o tempo dos amores - o olhar de mil cores do arco-íris,do teu olhar, na docilidade do toque no sorriso das estrelas...

beijos, Pj

david santos disse...

Bonito, bonito e bonito!
Parabéns.

Mysticc disse...

Fantástico... **

B. 7 disse...

olha só...
muito interessante.

Delfim Peixoto disse...

Para quem escreve assim... a página não está muito "piquena?"

Moonlight disse...

Simplesmente...maravilhoso.
Não resisti a comentar
Bj

DE-PROPOSITO disse...

a terra molhada,
------------
Terra molhada sujeita a muitas interpretações. Mas, esperamos, que não seja a mais sinistra.
Fica bem.

Deisy disse...

obrigada pela visita ao meu blog!!

adorei este blog
bom resto de semana
Bjs

susaninha disse...

Olá, antes demais quero agradeçer o comentario, pois fico muito contente quando sou vistada,como tu bem sabes.

O teu poema esta lindoooo, continua assim não te canses de voar querida Cotovia.

Beijinhos, que um anjo te ilumine.

Tatiana disse...

Como ler e não emocionar?
Linda postagem!

Um abraço com o meu carinho

SAM disse...

Não só bonito ,mas com uma percepçao muito realista.



Grande beijo! Amei!

stella disse...

Ciao. Grazie della visita!

Un bacio

Sunshine disse...

pousa então e descansa ... voarás depois

belo o teu espaço, obrigado pela visita.

bj

Laura disse...

A magia é apenas um instante! É verdade, mas se quiseres ela durará toda a vida, porque é dentro de ti que ela habita e só tu a podes deixar a esvoaçar pelo vazio!...

Um beijinho da, laura..

Nilson Barcelli disse...

Quem serás tu cotovia
Não faço ideia quem sejas
Há muito tempo não via
Palavras que dão invejas

Beijo

PS: só vou sentir o teu pio quando disseres o que achas do que eu escrevo...

Amaral disse...

A Cotovia veio de um outro ninho mas o seu pio é algo profundo...
Não sei se o voar cansará, talvez não, mas o sol está perto, aquece o frio do dia e, lá ao fundo, a voz soa a todo o instante...

D M Machado disse...

muito belo
mas sinto a falta de algo....

grato pela visita

D.M.M

Ana Maria disse...

A partir de hoje tornei-me uma seguidora do seu blog.
Convido a ser também um seguidor dos meus 4 blogs. Desde já agradeço.
Amei seu comentário, belas palavras.
Beijinhos!

Isabel José António disse...

Cara Amiga Cotovia,

Vim retribuir a visita que nos fez, a qual desde já agradeço.

Este seu post é tão importante...
Para mim ele aborda, de uma forma sábia, a eterna questão do equilíbrio entre o espírito e a matéria.

Espírito, devo precisar, é aquela matéria tão etérica, tão subtil (a mesma que os físicos quânticos falam) que os nossos olhos não captam mas que tudo faz mover, desde um espermatozóide até às galáxias. Essa força, essa energia, é a VIDA.

A Vida também tem a sua parte mais densa (também denominada matéria e que os nossos olhos não captam)e interage com a matéria subtil (ou o espírito). E desse equilíbrio, dessa conjugação é que deveríamos viver ou pautar a nossa vida.

Infelizmente, a grande maioria das pesoas não entende isto assim, e o resultado é esta vida pequena, enfadonha e com horizontes curtos.

Muitos parabéns.

Um grande abraço

José António

vagabundo disse...

E se deixar?!

Entre o crepùsculo e o Luar,
Foi cansada de voar,
Que pisaste o meu chão;
Quando muda acordaste
o silêncio do mundo,
e calaste,
o barulho...
da minha solidão?

O cheiro da terra molhada é Vida.
Quem sabe... te seja devolvida,
pisando as pedras frias da minha calçada!?...
Hoje, enquanto te lia;
Já foste o sol do meu dia...
enquanto no cabelo sentia,
a tua mão que o afagava.

Não sei se terei a tua voz à minha espera ao fim do dia,
(seria demasiada ousadia esperar tal alegria)
Por isso, um segredo te avanço aqui.
Reparei que já a algum tempo que não actualizavas este espaço,
e curiosamente fizeste-o quando por mim passaste...
Sabes; vi no teu perfil que cada sol que me iluminou na vida...
iluminou-te também a Ti.

Tecnenfermaginando disse...

hj, viver cansa
:(

Gleidston dias disse...

Uau na suavidade existente é patente a plumagens das palavras,lindo tudo isso.

Obriado pela visita, um otimo dia á voce.

Parabens!

Xana disse...

viver e dar-se a alguém cansa muito sim!!
gostei muito, tá lindo :)

José disse...

Cotovia, que possas sempre voar alto...tudo de bom

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Lírico...
Beleza ímpar...
Obrigada mesmo pela visita e que essa não seja a única!!!
Beijinhos

Vida Hi-fi disse...

Bonito, este canto de cotovia.
Voltarei.
Um beijo em Hi-fi

Luísa disse...

Num acto de cortesia, devolvo a visita ao olhardeperto!Que bom que podemos cruzar voos, mesmo que por vezes, cansados...

Um beijo muito grande com reforço de energia para voos futuros!

gaivota disse...

nestes voos nos encontrámos, e gostei deste lindo texto, cansado, talvez, muito bonito...
força nas asas, toca a voar!
beijinhos

São disse...

"Na aridez do teu pensamento" perpassa a poesia da mística Hildegarda de Bingen..."sentes"?

PoesiaMGD disse...

Gostei do que aqui li. Deixo um convite:

http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=3

paula barros disse...

Sabe que depois que postei sobre o meu sonho fiquei pensando quanto tempo dura a magia do sonho. E depois do sonho realizado o que farei?

Gostei de ser descoberta por essa cantar da Cotovia. Um belo blog.

abraços

Melita disse...

:)

vagabundo disse...

Entrelinhas…
É onde habitam os sentimentos.
Onde correm as lágrimas dos lamentos,
Que com letras não escrevi.
Entrelinhas…
Se escondia o Sol do meu dia,
Que o Canto da Cotovia,
Acordou…
E eu renasci.

martinha disse...

:)

Gostei muitooo do teus espaço

Emociona

Vou voltar
Fica bem
martinha

Fofa disse...

Adorei o jeito como escreve, obrigada pelo comentário!

Beijocas

neide disse...

Cotovia,
Passando para lhe desejar um feliz final de semana e que tenhas um carnaval maravilhoso e se não brincar, um ótimo descanso.

Bjss.

Cadinho RoCo disse...

Há o momento do voo, tal como acontece com o do pouso.
Cadinho RoCo

Celamar Maione disse...

O importante é que, mesmo machucada, continuar seguindo o voo.
Belos dizeres. Belas fotografias.
Bjs

Zíngara disse...

Voar cansa
Viver um sonho
É melhor
Adorei sua visita,
Beijo da cigana!

*** Cris *** disse...

OLá,td bem? Obrigada pela visita no meu blog.
Encontrei aqui belas fotos, belos textos, gostei daqui!!!
Bjs!!

meus instantes e momentos disse...

muito bom, parabens muito bom.
Maurizio

Efigênia Coutinho disse...

Por detrás do sol, perto da escuridão, há uma sombra que procura o teu chão.

SE CONHECE UM BOM ESCRITOR JÁ NA PRIMEIRA FRASE LIDA.É GRATIFICANTE ESSA PARCERIA QUE EXISTE ENTRE OS BLOGS, OBRIGADA POR SUA MENSAGEM.
FICANDO AQUI O CONVITE PARA SEGUIR TAMBÉM O MEU ESPAÇO,
COM ADMIRAÇÃO,
EFIGÊNIA COUTINHO

http://efigeniacoutinhopoesias.blogspot.com/

Marlene disse...

Adorei! :)

Amanda Pereira disse...

Talvez, a magia não seria intensa se fosse mais do que um instante...

Bjs,
Obrigada pela visita!

Portaria ILEGAL disse...

É sempre bom ler este blog, beijos da Alexix

manzas disse...

O mundo adormece na cama do céu
Enquanto permaneço acordado no teu roseiral…
Vigilante no teu galante corpo, rosa sem véu
Batem janelas inquietas, pétalas em temporal

Neste momento,
Desejo
Um bom fim-de-semana
Materializado em harmonia
Com muita alegria…
Um excelente CARNAVAL
Com muito divertimento
Desmascarando amor
Com paz,
Cheio de muita folia…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Saara Senna disse...

Lindo, demasiadamente!

" Liberta-te....
e corre em demanda da felicidade.
Deixa-te encantar pelo mar,
as aves e as flores...
e vê como todos se vestiram de festa
por causa de ti."
Emmanuel Geibel

Beijo grande pra você :)

Licia disse...

Cotovia
— "Muito contas, cotovia!
E que outras terras distantes
Visitaste? Dize ao triste.(...)
(...)Que os anos não trazem mais!
— Os anos não, nem os dias,
Que isso cabe às cotovias.(...)
Se enche com uma gota de água.
Mas sei torcer o destino,
(...)Sei no espaço de um segundo
Limpar o pesar mais fundo.
(...)Só a asa da cotovia,
Te trouxe a extinta esperança,
Trouxe a perdida alegria".

Assim como Manoel Bandeira me encanta,encanto-me também aqui.

De

Beatriz disse...

Olá Cotovia!!
Que lindo piar o teu... sao lindas tuas palavras,com magia e com muita verdade,mas temos de voar e sonhar mais, nao deixarmo nos perder no horizonte e atingir os nossos objectivos , para sermos felizes.
Quanto ao poema exposto por mim no meu blog, nao é de minha autoria, nao tenho o dom da palavra,mas deixo o nome do autor sempre, e como me identifico com ele, deixo me ir na magia transportada por ele...tem poemas lindos de vivencias pessoais ao qual me identifico em pleno...ainda bem que gostas te....Desejo-te um bom fim de semana, deixo um beijo e o meu sorriso!!
Bea

Vieira Calado disse...

Olá!

Bom dia!



Olá!

Boa noite?

São 4 e tal e estou num bar com 5 uisq´s, a bordo.

Hoje nada quero saber de poesia, intelectualidade, arte...


Que viva o CArnaval!

Cumpri mentos!

mangapinto disse...

Passei para uma pequena visita, lindo o seu blog. Espero voltar por aqui.

abraços - Mangarosa

Paulo - Intemporal disse...

Venho conhecer este espaço onde serei presença constante.

Rendo-me

______________________________ [e]

Curvo-me

E saio, ainda que por breves momentos.

Um beijo.

De Amor e de Terra disse...

Tudo isso sente quem ama!
Amor, quando é amor de verdade, é aconchego, colo, voo e descanso e tantas coisas mais.
Gostei muito.

Beijos

Maria Mamede

Uma aprendiz disse...

Quem me dera
ter as tuas asas
mesmo que por breves instantes
Assim poderia te
apoiar enquanto descansas
e te recompensar
pelo afago
das tuas asas
nos meus cabelos.

que bom estar aqui!

Vou linkar seu blogue ao meu
para não perder de vista
o seu revoar.

bj

frAgMenTUS disse...

"Voar também cansa, o sonho tem a brevidade de uma ilusão, a magia é apenas um instante." - está magnífico e sim, mts vezes perdem-se as asas para que, depois, possam ressurgir com mais impulso, e vigor.

um bj

águia_livre disse...

SUBLIME, MARAVILHOSO.
..........

Visitem, e caso queiram, sigam:

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.com/